Ritmos de bateria prontos para acompanhamento: Descubra alguns e entenda como tocá-los!

 

Ritmos de bateria prontos para acompanhamento

Encontre aqui os ritmos perfeitos para você!

Quando eu comecei a tocar bateria, pensava que seria muito fácil aprender a tocar todas aquelas batidas, viradas e grooves intensos que os meus bateristas favoritos tocavam na época. Acho que eu imaginava assim devido a minha vontade e empolgação de sentar no instrumento e aprender a tocar.

Porém foi completamente o oposto. Tive muita dificuldade no início, o que quase me fez desistir de um sonho. Mas, um fator que me ajudou muito foi ter aprendido ritmos de bateria que são comuns em acompanhamentos de diversos estilos.

É exatamente isso que eu quero falar com você nesse artigo. Naquela época, eu descobri através de um professor de bateria que existem ritmos e batidas que são extremamente comuns, e se repetem em diversos estilos.

Isso me espantou muito. Visto que consegui tocar várias músicas de uma semana para outra, de forma super rápida.

Partindo do princípio que você já sabe ler pauta de bateria, eu vou te passar diversas dicas sobre esses estilos, e ritmos de bateria prontos para acompanhamento, começando com o rock, e seguindo para o blues e funk soul norte americano.

Exemplos de Ritmos de bateria prontos para acompanhamento

O rock n roll é um dos estilos mais amados pelos bateristas, e um dos mais fáceis de se tocar quando você é um iniciante na bateria.

O que você precisa saber para tocar esse tipo de batida é que o bumbo sempre marca o tempo 1 e o tempo 3, assim como a caixa sempre marca o tempo 2 e 4. Perceba que eles são o inverso um do outro.

Outro detalhe também é tocar o Chimbal sempre em Colcheia, podendo escolher entre tocar com ele aberto. Ou, se preferir, fechado.

A partir daí, você pode acrescentar algumas variações no bumbo e na caixa além do que você já toca, para deixar a sua batida mais interessante.

Vamos conferir os primeiros exemplos:

Exemplo 1 e Exemplo 2

Exemplo 1

 

Exemplo 2

 

Como você pode ver, eu sempre toco o bumbo e a caixa de forma bastante reta. Sem muita variação rítmica. O ruim é que, depois de um tempo parece ficar muito monótono.

Por isso, é interessante acrescentar algumas figuras extras para você deixar suas batidas mais interessantes.

Você pode encontrar batidas similares a essa em músicas como Cuidado, da banda Barão Vermelho. E Hey ho let’s go, um clássico do Ramones. E até mesmo no som do Ultraje a Rigor, na música Vamos Invadir Sua Praia.

Exemplo 3

Já no blues, iremos trabalhar um outro tipo de unidade de compasso. Nesse estilo aplicaremos o 12/8, compasso no qual teremos um som mais swingado e rítmico para nossas batidas.

Exemplo 3

Perceba que ele é muito similar ao rock, porém apresenta algumas variações de acento rítmico em algumas peças do contra tempo.

Outra dica que eu posso te dar para melhorar ainda mais a sua sonoridade é tocar o seu Bumbo ou Chimbal no ritmo das figuras de Colcheia pontuada e Semi Colcheia. Isso irá deixar o seu som com uma sonoridade bem parecida aos grandes clássicos do estilo.

Aconselho você escutar as músicas Sunshine for Your Love da banda Cream, Blues Before Sunrise do guitarrista Eric Clapton, e Pride And Joy do artista Stevie Ray Vaughan.

Exemplo 4

Exemplo 4

Já no funk soul norte americano, iremos voltar para a unidade de tempo 4/4. Porém, iremos acrescentar mais batidas no contra tempo, utilizando diversas pausas rítmicas para acentuar o nosso som.

Muito cuidado ao praticar esse estilo, pois é muito fácil tocar fora do tempo. Pratique devagar para que você não perca o tempo do groove e toque errado.

Lembre-se que o mais importante nesse estilo é tocar as notas no contratempo o mais acentuadas possível.Iisso deixará a sua batida com um som bem mais autêntico de soul e funk norte americano.

Aconselho você a escutar algumas músicas referentes a esse estilo. Entre elas, Chameleon do instrumentista Herbie Hancock, e Use The Force, da banda norte americana Jamiroquai.

O que fazer em seguida?

Agora você já conhece alguns ritmos de bateria prontos para acompanhamento.Lembre-se que você só vai desenvolver esses ritmos com naturalidade e técnica se você abrir mais o seu leque de opções musicais.

O que eu quero dizer com isso? Comece a escutar bandas diferentes, e de outros estilos. Eu sei que isso é difícil. Eu particularmente sofro um pouco com isso, visto que quando gosto de uma música ou banda tenho a tendência de escutar a mesmo por muitas e muitas vezes.,

Tocar ritmos e grooves variados de diversos estilos é como falar um idioma novo. Você pode até falar umas frases e expressões pré prontas que você decorou vendo em algum livro, ou até mesmo escutando na letra de alguma música. Mas falar com o sotaque certo, naturalidade e fonética correta você só vai conseguir se praticar bastante aquele idioma específico.

Pratique com calma, nunca esquecendo de usar o metrônomo em baixa velocidade para você ganhar técnica, precisão e naturalidade.

Além disso você pode recorrer ao Youtube. Lá você vai encontrar diversos playbacks e backing tracks instrumentais sem bateria, para que você acompanhe outros instrumentos. Tais como guitarra, violão, contra baixo e até mesmo teclado em diversos estilos musicais. Uma ótima forma de praticar suas batidas e viradas de bateria!